Fale conosco pelo WhatsApp

Cadeirinha Balancim para Pintura

Pintores sentados em cadeirinhas balancim
Imagem meramente ilustrativa (Banco de imagens: Shutterstock)
Por: Publicado em 30/03/2022

EPI (Equipamento de Proteção Individual) extremamente importante, a cadeirinha traz segurança ao trabalho em grandes alturas

Uma cadeirinha balancim para pintura salva vidas, literalmente, em canteiros de obras. São muitos os casos de trabalhadores que, atuando no topo de edifícios em construção ou reforma, se desequilibraram e só não morreram, em uma queda que seria fatal, graças a este equipamento.

A cadeirinha balancim para pintura é às vezes chamada, simplesmente, de balancim individual ou cadeira suspensa.

Embora também seja conhecida só como cadeira de pintura, ela tem outras funções. Na verdade, pintar é uma das muitas atividades feitas pelo operário da construção civil; a função principal da cadeirinha balancim para pintura é proteger a integridade física desse trabalhador.

Mas, quais são as características da cadeirinha balancim para pintura?

Cadeira de pintura: ergonomia e segurança

A cadeirinha balancim para pintura é robusta e resistente. É formada por poucas peças, mas que uma vez unidas numa cadeira de pintura cumprem de forma perfeita a função para a qual o aparelho foi pensado: garantir a vida e o bem-estar do trabalhador que o usa.

São esses os principais componentes da cadeirinha balancim para pintura:

  • Cabo de aço;
  • Assento plástico e ergonômico;
  • Clipes para ancoragem;
  • Contra-peso de 10 kilos, visando esticar o cabo;
  • Encosto para as costas do operário;
  • Pega-mão, onde o trabalhador pode se apoiar;
  • Apoio, com tamanhos personalizados, para os pés do trabalhador;
  • Afastador de parede;
  • Alças para a fixação de instrumentos de trabalho.

Comodidades proporcionadas pelo uso do equipamento

Uma cadeirinha balancim para pintura tem capacidade de carga de 120 quilos. Em alguns modelos, a capacidade pode ser maior. É mais do que o suficiente para acomodar e suportar um homem ou uma mulher que estejam trabalhando em alturas elevadas.

O peso aproximado do equipamento é de 35 quilos – um pouco mais, um pouco menos.

Para garantir que sua capacidade de carga e resistência não diminuam com os anos de uso, cada cadeirinha balancim para pintura possui um memorial de cálculo. Trata-se de um relatório técnico dos cálculos estruturais do apetrecho.

O equipamento é regulado legalmente – no caso, pelas NRs (Normas Regulamentadoras) de número 18 e 35. São normas que regem o trabalho em alturas.

Uma cadeirinha balancim para pintura vem com certificações as quais atestam a qualidade de cada cadeira suspensa. É o caso do selo da Falcão Bauer, empresa conhecida nesse campo.

5 dicas para o uso de uma cadeirinha balancim para pintura

Ao empregar uma cadeira de pintura em um canteiro de obras, trabalhador e empresa devem ter em mente que:

  • É vital a consulta de um profissional legalmente habilitado, visando a certificação das condições de montagem do apetrecho;
  • O uso da cadeirinha balancim para pintura deve sempre obedecer à capacidade máxima de carga do aparelho. Tal capacidade deve estar visível em uma placa fixada ao aparelho;
  • A cadeira de pintura deve ser empregada em conjunto com o cinto de segurança, corda e o chamado trava-quedas;
  • O ponto de ancoragem do cabo de sustentação da cadeira de pintura precisa ser independente do ponto de fixação da corda e do ponto de fixação do cinto;
  • Importante – o cabo-de-aço da cadeirinha balancim de pintura apenas deve ser utilizado na vertical, sem que se apoie em quinas ou objetos os quais gerem atrito e desgaste.

Cadeirinha balancim de pintura – é melhor alugar ou comprar?

Na maior parte dos casos, alugar.

Como é um equipamento bastante específico de um ramo de atividade, a construção civil, a cadeirinha balancim de pintura pode não valer o investimento de aquisição do equipamento – mas certamente vale o investimento de aluguel dele.

Alugar um apetrecho de construção civil faz muito mais sentido econômico do que uma compra.

A intenção final das pessoas e das empresas, mesmo as empresas de construção civil, não é possuir máquinas. É erguer prédios e outras grandes estruturas.

Portanto, quando chega o momento de realizar uma obra, aluga-se os equipamentos necessários para tanto, realiza-se o empreendimento e se devolve o maquinário (inclusive a cadeira de pintura) para a companhia especializada na posse e locação de tais máquinas.

É o melhor a ser feito.

Para saber mais sobre o tema, o indicado é agendar uma consulta com a Lomaq, empresa com mais de 40 anos de tradição na atividade de locação de equipamentos para a construção civil.