Fale conosco pelo WhatsApp

Locação de plataforma elevatória

Dois trabalhadores em cima de plataforma elevatória
Imagem meramente ilustrativa (Banco de imagens: Shutterstock)
Por: Publicado em 30/03/2022

Equipamento é extremamente útil, mas seu alto custo de compra faz com que o aluguel de uma plataforma elevatória seja, de longe, a melhor opção

A locação de plataforma elevatória é uma realidade para o setor brasileiro de construção civil já há décadas. É prática dominante no mercado; raramente uma empresa compra um equipamento do tipo. Alugá-lo é mais inteligente, mais econômico do que a aquisição do maquinário.

Mas o que são, e o que fazem, plataformas elevatórias?

Trata-se de, tal como o nome diz, plataformas, bases semelhantes a contêineres (só que sem paredes laterais e sem teto), que são erguidas por máquinas dotadas de motores poderosos. Tais motores têm dupla função: levantar as plataformas e mover o equipamento de um local para outro.

Nas plataformas, há espaço para um ou mais operários e para algum material de construção que tenha de ser levado ao topo de um prédio que esteja sendo feito ou reformado, por exemplo.

Também pode-se usa-las em indústrias e, principalmente, em grandes galpões de armazenagem, como aqueles que varejistas e distribuidoras possuem.

A locação de plataforma elevatória é, claro, o modelo de negócios quase obrigatório desse mercado. Afinal, são equipamentos extremamente úteis – mas também extremamente caros para serem comprados. Já a locação sai bem mais em conta, estando ao alcance de muitos empreendedores.

Telescópica, articulada ou tesoura

A locação de plataforma elevatória pode ser feita com os diversos modelos deste equipamento. Vamos, agora, conhecer os principais:

  • Plataforma elevatória telescópica – Dotada de uma lança (uma longa e forte coluna de aço) que permite acesso rápido e ágil à zona de trabalho. É usada quando se quer alcance máximo, na vertical e na horizontal. Não dobra, pois não tem articulações, mas chega aos locais mais altos;
  • Plataforma elevatória articulada – A lança desta plataforma é formada por várias vigas de metal conectadas entre si. Por essa razão ela consegue atingir pontos remotos, de difícil acesso, mesmo que não necessariamente elevados;
  • Plataforma elevatória tesoura – A torre desta plataforma é formada por vigas que se abrem como uma sanfona, ou uma tesoura. Seu deck (o “contêiner”) tem uma área de trabalho maior, e a torre é capaz de erguer mais peso do que as outras plataformas elevatórias.

As plataformas telescópicas servem muito bem para manutenções, instalações elétricas ou outras tarefas em alturas de até 41 metros. São ótimas para o uso em galpões, armazéns, fábricas, shopping centers, canteiros de obras, portos e aeroportos.

As plataformas articuladas atuam bem em áreas externas. Chegam a até 43 metros, têm boa velocidade de deslocamento e elevação, além de grande capacidade de manobra. Plataformas articuladas são empregadas em obras industriais, construção, manutenção predial e de aeronaves, dentre outros objetivos.

Por fim, as plataformas tesoura são especialmente usadas na construção e manutenção dos mais diversos edifícios, em hotéis, parques de diversão, na armazenagem em centros de distribuição e de triagem. Operam bem em ambientes internos, e igualmente nos externos.

Locação de plataforma elevatória: a forma ideal para acessar o equipamento

Embora frequentemente muito necessárias, plataformas elevatórias são quase inacessíveis à compra, a não ser por empresas gigantescas que se dediquem à construção civil, por exemplo – e mesmo estas vêm, nos últimos anos, optando pela locação, e não na sua aquisição.

Elas são caras, em se tratando de compra. Afinal, trata-se de equipamentos ao mesmo tempo muito complexos e muito volumosos. Há poucos fabricantes no mundo. Adquirir um equipamento do tipo pode abrir um rombo no orçamento de muitas empresas.

Já a locação de plataforma elevatória sai por um custo infinitamente menor do que a compra do equipamento. Além disso, nela, a responsabilidade pela guarda do maquinário e pela sua manutenção é da empresa locadora, não dá locatária.

Só há vantagens, portanto, na opção de alugar, ao invés de adquirir, tais máquinas.

Para saber mais a respeito, entre em contato com a Lomaq, empresa com mais de 40 anos de tradição na atividade de locação de equipamentos para a construção civil.