Fale conosco pelo WhatsApp

Qual a melhor escolha: andaimes ou balancim?

Homem em uma construção
Imagem meramente ilustrativa (Banco de imagens: Shutterstock)
Por: Publicado em 11/07/2022

Equipamentos são complementares entre si, e um engenheiro deve ser consultado em cada caso

Andaimes ou balancim? Tal dúvida já assolou mais de um empreiteiro, construtor ou mestre de obras. Dela dependem vários fatores; em especial, a segurança dos trabalhadores ao longo do período em que durar determinada construção, e dos transeuntes.

Também estão em jogo nessa escolha entre andaimes ou balancim fatores como:

  • O custo que terá a edificação da obra contratada;
  • A quantidade de tempo que erguer a obra em questão demandará;
  • E até mesmo eventuais futuros questionamentos de ordem trabalhista que a empresa venha a receber.

Mas, antes de responder a tal pergunta – “andaimes ou balancim, qual dos dois empregar?” –, é necessário que se defina com clareza o que é um andaime e o que é um balancim.

Andaime: subindo às alturas

Andaimes são estruturas não permanentes, apenas provisórias, que têm por finalidade fornecer um acesso temporário a uma parte da edificação que está sendo erguida. Pode-se também usá-los em construções já prontas, quando se necessita fazer reparos nelas ou limpá-las.

Em casos específicos, um pouco raros, andaimes também podem ser empregados visando escorar paredes que ameacem ruir, por exemplo. Mas sempre em caráter provisório, nunca definitivo.

A Norma NBR 6494/1990 define andaimes como “plataformas necessárias à execução de trabalhos em lugares elevados, que não possam ser feitos de forma segura a partir do piso”.

Enfim, é via andaimes que os trabalhadores de um canteiro de obras chegam às alturas que precisam alcançar. São equipamentos, portanto, imprescindíveis à construção civil.

Balancim: cabos de aço

Um balancim, em última análise, é uma espécie de andaime suspenso, erguido no espaço ao invés de fixado no chão (neste último caso, teríamos um andaime propriamente dito).

Um balancim é uma estrutura mantida no ar por cabos de aço – às vezes, a dezenas de metros do solo.

Balancins têm uma grande utilidade na construção civil, devido à sua versatilidade. Podem ser empregados em:

  • Acabamentos de fachadas de edifícios;
  • Retrofits (nome dado a uma revitalização radical de uma construção antiga);
  • Limpezas, também em fachadas de edifícios;
  • Reformas;
  • Demolições.

Andaimes ou balancim – idênticos? A resposta é “não”!

Embora guardem a mesma finalidade, balancins e andaimes são diversos entre si.

Ambos têm por função permitir o acesso a locais que ficam a grandes alturas. A diferença é que o balancim geralmente conta com mobilidade vertical (pode subir ou descer, conforme é operado) e emprega cabos de aço, o que não se verifica no caso dos andaimes.

Estabelecidas tais definições, chegou o momento de respondermos: andaimes ou balancim – qual é a melhor escolha?

Andaimes ou balancim – equipamentos múltiplos

É interessante observar que não existe só um tipo de andaime, tampouco um único tipo de balancim.

Veja alguns modelos de andaime:

  • Andaime Industrial;
  • Andaime Tubular;
  • Andaime Multidirecional;
  • Andaime Fachadeiro.

Já os balancins, de forma geral, são agrupados em:

  • Balancim Duplo;
  • Balancim Elétrico;
  • Balancim Manivela.

Andaimes ou balancim – qual a alternativa mais indicada?

A resposta para esse dilema entre andaimes ou balancim pode ser encontrada através de uma análise de ambas as opções.

Andaimes e balancins, na verdade, não se excluem, mas se complementam.

Andaimes fornecem aos colaboradores, no canteiro de obras, um espaço maior e, às vezes, até mesmo mais confortável para que trabalhem. Também permitem que sejam colocados volumes (cimento, tijolos etc.) sobre si. Isso pode ser bastante útil, por exemplo, quando se está erguendo um prédio.

Balancins, em contrapartida, conferem uma mobilidade vertical ao operário, que é bastante interessante em alguns casos. Afinal de contas, são equipamentos móveis, sustentados por cabos de aço. A pessoa pode ser erguida para diversos pontos nos quais sua ação seja necessária.

Aliás, a depender do balancim, a mobilidade conferida não é só vertical, mas também horizontal. A flexibilidade do equipamento, sua versatilidade, é seu grande trunfo. Mas balancins, em contrapartida, não costumam suportar tanto peso como andaimes suportam.

Por fim, andaimes são indicados somente até certa altura – para além dela, tornam-se um pouco perigosos, porque começam a ficar instáveis. Até por isso, são balancins que se usa quando pretende-se limpar os vidros de um prédio de grande altura, por exemplo.

Portanto, cada caso pede um equipamento apropriado.

O bom senso e, principalmente, o parecer técnico de um engenheiro devem ser determinantes na escolha a ser feita a cada caso quando o assunto é entre andaimes ou balancim.

Andaimes ou balancim – onde encontrá-los?

Para saber qual a melhor escolha para a sua obra, entre em contato com a LOMAQ.

 

Fontes:

Grupo IW8

AEC Web

Lomaq